30 setembro, 2011

5 de Setembro - Ah! O Amor...

“O amor é eterno” 1 Coríntios 13:8
 “Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas. Enrosca-se mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço. E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando, devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço, solta o presente, o cabelo fica solto no vestido. E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço. Ah! Então é assim o amor, a amizade, ou seja, todo sentimento é como um pedaço de fita. Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade. E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço. Então o amor e amizade são isso... Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam. Porque quando vira nó, já deixou de ser laço!” (Mario Quintana)
Reflexão Dirigida:
1) O amor que oferecemos ao outro prende ou liberta?
2) Cuidemos com carinho dos nossos relacionamentos.
3) Que possamos aprender a amar como Jesus amou.

20 setembro, 2011

2 de Setembro - Prudência

“Livra-me das pessoas traiçoeiras e perversas” Salmo 43:1
"Imagine um mundo em que uma em cada 25 pessoas seja um psicopata, que não sente compaixão, empatia ou amor verdadeiro; capaz de enganar, manipular, roubar e até matar para atingir seus objetivos. Essa é a realidade em que vivemos. Ao  longo dos últimos 25 anos, ajudando meus pacientes e suas famílias a lidar com os danos emocionais sofridos, aprendi que o estrago provocado pelos psicopatas, sejam eles os próprios pais, parentes mais velhos, irmãos, cônjuges ou namorados, é profundo, duradouro, assustadoramente comum, e muitas vezes tragicamente letal”.(Dra. Martha Stout, Ph.D, Meu Vizinho é Um Psicopata). Segundo a autora a publicação desse livro tem como objetivo  explicar de forma simples esse transtorno de personalidade, e ensinar as pessoas a identificar esses indivíduos maléficos,a fim de se protegerem, pois segundo a psicóloga,o psicopata pode estar onde menos imaginamos.
Reflexão Dirigida:
1) Fica mais difícil para o mal agir quando conseguimos identificá-lo.
2) Que aprendamos a não confiar somente em palavras e sim em atos.
3) Peçamos a Deus que nos afaste de pessoas com más intenções.

19 setembro, 2011

1 de Setembro - Crítica ou Elogio II

 “Portanto, o que for prudente guardará silêncio” Amós 5:13 
Não perceberam as pérolas e nem as outras preciosidades, mas, não passou despercebida aos olhos da maioria, a pequena largatixa. Alguns podem até se justificar dizendo que era o que estava destoando e por isso, foi percebido. Outros dirão que era algo feio em meio a coisas bonitas. Mas, o fato é que existem “olhos viciados”, que buscam o tempo todo “o que está errado”, “o que não está perfeito”. Existem “bocas viciadas” que sentem prazer em criticar o outro, esquecendo-se de olhar para si mesmos”. Então, sorridente, o conferencista concluiu: “Quantas vezes nós estamos cegos para as coisas valorosas da vida e das pessoas? Quantas vezes, em vez de focarmos nas flores e nas pérolas colocamos nossa atenção na “largatixa”? Ao substituirmos a crítica pelo elogio e pelo reconhecimento, iremos perceber que isso tornará a vida de todos e principalmente a nossa muito melhor!”
Reflexão Dirigida:
1) Você é muito crítico(a)?
2) Utilize mais o elogio no seu dia a dia.
3) Deus nos convida a elogiar em vez de criticar; silenciar em vez de censurar.

31 de Agosto - Críticas ou Elogios?

 “Parem de fazer o que é mau e aprendam a fazer o que é bom” Isaías 1:16 
Você conhece alguém que critica tudo e todos? Que sempre tem uma palavra para censurar e criticar, ignorando o esforço e a boa vontade com que algo foi feito? Será que temos a consciência de que esse modo de agir assemelha-se a regar uma planta com água fervendo? “Um conferencista após cumprimentar os presentes, em silêncio enfeitou uma mesa forrada com tolha branca de seda com dezenas de pérolas que trouxera e com várias dúzias de flores frescas e perfumadas. Em seguida apanhou na sacola diversos enfeites de expressiva beleza e os distribuiu sobre a mesa. Logo depois diante do assombro de todos, em meio aos demais objetos, colocou uma pequena largatixa num frasco de vidro. Só então se dirigiu ao público perguntando: - O que é que os senhores estão vendo?” Algumas vozes responderam discordantes: - Um bicho! Um lagarto horrível! Uma larva! Um pequeno mostro”. Então, o conferencista considerou: - Assim é o espírito da crítica destrutiva, meus amigos! Os senhores não enxergaram o forro de seda branco que recobre a mesa. Não viram as flores, nem sentiram o seu perfume” (continua amanhã).

14 setembro, 2011

30 de Agosto - Energia Renovada

“Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês” Jesus  (Mateus 7:12)
“Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz” (Madre Teresa de Calcutá). Vivemos isso no nosso dia a dia. Nos relacionamos com pessoas todos os dias e nos mais diversos lugares. Desses encontros muitas vezes saímos cheios de entusiasmo e com nossa energia renovada. Outras vezes, nos deparamos com alguém tão mal humorado e pessimista, que ao sairmos da sua presença, nos sentimos pesados, desanimados, e até aborrecidos. O mesmo acontece com as pessoas quando nos encontram. Como saem da nossa presença? O que temos transmitido ao outro? A cada instante nos é dada a oportunidade de fazer alguém feliz, e muitas vezes isso é muito mais fácil do que podemos imaginar. Os gestos de consideração, gratidão, reconhecimento, valorização, amizade e amor causam um impacto no outro e no ambiente à nossa volta, muito maior do que podemos imaginar.
Reflexão Dirigida:
1) Que ao pensar em nós as pessoas possam sorrir.
2) Que nossa presença leve esperança e ânimo novo por onde passarmos.
3) A construção de um mundo melhor depende de cada um de nós.

12 setembro, 2011

29 de Agosto - Prosperidade III

“Quando vocês orarem e pedirem alguma coisa, creiam que já a receberam, e assim tudo lhes será dado” Jesus (Marcos 11:24)
"A partir desse dia tudo começou a mudar. A vida me trouxe a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o poder das palavras. Nosso inconsciente sempre manifestará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acaba se tornando realidade em nossa vida. Enquanto afirmamos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois nosso inconsciente as reforça". Então, uma repórter ironicamente questionou: “O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificou a sua vida?” Respondeu o homem cheio de bom humor: “Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas!”
Reflexão Dirigida:
1) Quais são as coisas que você fala a seu respeito?
2) Use as palavras a seu favor e não contra si mesmo.
3) Com Deus é possível mudar a história das nossas vidas.

26 de Agosto - Prosperidade II

“O Senhor diz ao seu povo: Porque realizarei em vossos dias uma obra que vós não crereis, quando for contada” Habacuque 1:5
Numa entrevista coletiva à imprensa, o homem esclareceu como conseguiu sair da mendicância para tão alta posição: “Bem, houve uma época em que eu costumava me sentar nas calçadas com uma placa ao lado que dizia: - Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me renda alguns trocados! Mal consigo sobreviver!” As coisas iam de mal a pior, quando certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia: “Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja, diga a si mesmo e aos outros que você é próspero. Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa"... (continua amanhã).

25 de Agosto - Prosperidade


“Estou certo de que verei, ainda nesta vida, o Senhor Deus mostrar a sua bondade” Salmo 27:13
Um mendigo sentava-se na calçada em um lugar onde passavam muitas pessoas, e ao seu lado havia uma placa com os dizeres: “Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado”. Algumas pessoas passavam e o olhavam intrigados; outros o achavam louco e outros até lhe davam dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior. Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que  já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse: “Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da Empresa em que trabalho?” Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a Empresa. Daí para frente sua vida foi uma sequência de sucessos e a certo tempo ele tornou-se um dos sócios majoritários...(continua amanhã).

08 setembro, 2011

24 de Agosto - Inocência II

 “Pois onde há inveja e egoísmo, há também confusão e todo tipo de coisas más” Tiago 3:16
 A serpente então lhe respondeu: “Sua luz ofusca os meus olhos. Não aguento mais vê-lo brilhar”. Quantas vezes isso já aconteceu conosco? Quantas vezes fomos prejudicados sem saber que alguém estava arquitetando contra nós? Muitos sentem dificuldade em aceitar a possibilidade de que pessoas muito próximas possam sentir inveja do que somos ou do que temos. Não é preciso que tenhamos algo especial para sermos invejados. Somos invejados pela nossa alegria; boa disposição; pelo que somos ou conquistamos, e por mais uma infinidade de motivos. O que podemos fazer para nos defender? Cultivar a prudência é um bom começo. Nem tudo o que vivemos, desejamos viver ou realizar, deve ser compartilhado. Não temos porque falar da nossa vida ou dos nossos problemas com todo mundo. Nem todos que sorriem para nós são sinceros. Peçamos a Deus que nos mostre em quem podemos confiar e quem são nossos verdadeiros amigos.
Reflexão Dirigida:
1) Não fale sobre os seus planos para todo mundo.
2) A oração nos reveste de proteção contra os invejosos.
3) Não permitamos que ninguém apague o nosso brilho pessoal.

23 de Agosto - Inocência

“O ódio é cruel e destruidor, mas a inveja é pior ainda” Provérbios 27:4
 A serpente e o vaga-lume trabalhavam juntos e se viam todos os dias. A serpente invejava o vaga-lume e cobiçava tudo o que o inseto possuía. Apesar de ganharem quase o mesmo salário, a serpente sempre estava mal financeiramente. Ela não entendia como o vaga-lume andava sempre bem-vestido e com dinheiro no bolso e, nervosa com a miséria em que se encontrava, sofria com a alegria do vaga-lume. Por isso, implicava com seu colega, inventava fofocas e intrigas. Um dia, a serpente tentou devorá-lo, mas não conseguiu. Após três dias de tentativas frustradas, a serpente perguntou ao vaga-lume: “Por que não consigo tirar-lhe a vida?” E o vaga-lume respondeu: - Porque Deus me guarda e me livra de todo mal. Por que alguém bonito e vistoso como você deseja me exterminar”? (continua amanhã...)

05 setembro, 2011

22 de Agosto - Atentos aos Sinais...

 “Se vocês se desviarem do caminho, indo para a direita ou para a esquerda, ouvirão a voz do Senhor atrás de vocês, dizendo: O caminho certo é este; andem nele” Isaías 30:21
“Saindo de uma exposição no Anhembi em São Paulo, deixávamos o local e procurávamos um táxi quando alguém ofereceu levar-nos por um preço menor do que o que pagaríamos por dois táxis, pois estávamos em seis pessoas. Atraídos pela possível economia, seguimos o homem. Senti que algo estava estranho. Quando chegamos à saída, algumas pessoas nos avisaram do perigo. O homem não era um taxista credenciado, nos mostrou uma Kombi em condições precárias e sem identificação alguma. Imediatamente abandonamos o homem e preferimos a segurança dos transportes autorizados pela prefeitura” (JB). O tempo todo e em todo lugar o maligno está tentando nos envolver em situações perigosas, usando pessoas para nos prejudicar. O tempo todo e em todo lugar, Deus nos socorre, colocando em nossos corações, o desejo de não ir a tal local ou de não fazer tal coisa, ou até mesmo fazendo com que alguma coisa dê errado. Estejamos atentos para reconhecer e acolher tais sinais, que em sua grande maioria são a manifestação do amor e do cuidado de Deus.
Reflexão Dirigida:
1) Você presta atenção naquilo que sente e ouve a sua intuição?
2) As trevas recuam quando estamos em comunhão com Deus.
3) Silenciemos para ouvir Deus falar aos nossos corações.

01 setembro, 2011

19 de Agosto - Uma Boa Escolha II

“Perdoa as nossas ofensas como também nós perdoamos as pessoas que nos ofenderam” Jesus (Mateus 6:12)
Num reencontro comovente, Carreras interrompeu a apresentação de Plácido, ajoelhou-se, pediu perdão e agradeceu em público. Plácido levantou-o, e, com um abraço iniciaram ali uma grande amizade. Quando indagaram a Plácido por que criara a fundação, se, com ela, beneficiava um inimigo e revivia um concorrente, a resposta foi: “Porque uma voz como essa não se pode perder”. Será que nós seríamos capazes de fazer o mesmo? Como é que nós lidamos com “supostos inimigos”? Podemos escolher colocar um fim na hostilidade, através da  busca de novos caminhos para lidar com as situações. Podemos escolher perdoar e jogar fora todo o lixo emocional que guardamos dentro de nós até hoje, e, de forma inteligente, decidir "quem" e "o que" manteremos daqui para frente em nosso coração.
Reflexão Dirigida:
1) Quem você precisa perdoar?
2) Guardar ressentimento é envenenar-se todos os dias.
3) Ao sermos feridos busquemos em Deus a cura de nossas emoções.

18 de Agosto - Uma Boa Escolha I

 “Não paguem mal com mal, nem ofensa com ofensa, pelo contrário paguem a ofensa com uma benção” 1 Pedro 3:9
A televisão aproximou o público da música clássica ao popularizar os cantores Luciano Pavarotti, Plácido Domingues e José Carreras. O madrileño Domingos e o catalão José Carreras são espanhóis. É bem conhecida a rivalidade existente entre os catalães e os madrileños. Carreras e Plácido também se tornaram inimigos. Aonde iam, diziam que só se apresentariam se o outro não fosse convidado. Carreras foi acometido de leucemia. Viajava seguidamente para tratar-se. A sofrida luta contra o câncer minguou suas finanças. Quando não tinha mais condições, soube de uma fundação que ajudava no tratamento de leucêmicos! Com essa ajuda, venceu o câncer e voltou a cantar! Financeiramente recuperado, associou-se à fundação e descobriu que fora Plácido Domingos que a fundou e a mantinha somente para atendê-lo, permanecendo no anonimato... (Continua amanhã http://angelscrist.blogspot.com.br/2011/09/placido-domingues.html)