16 novembro, 2011

16 de Novembro - Ao Som do Sino...


“E o Senhor te guiará continuamente” Isaías 58:11
Na estrada próxima a minha casa havia um pasto, onde dois cavalos viviam. De longe, pareciam cavalos normais, mas de perto percebia-se que um deles era cego. Contudo, o dono não se desfez dele e arrumou-lhe um amigo, um cavalo mais jovem, no qual colocou um pequeno sino atado ao pescoço. Assim, o cavalo cego sabia onde estava seu companheiro e ia até ele. Ambos passavam o dia comendo e no final da tarde, o cavalo mais velho seguia seu companheiro até o estábulo. O cavalo com o sino estava sempre olhando se o outro o acompanhava e às vezes parava, dando um tempo para que o companheiro pudesse alcançá-lo. Guiando-se pelo som do sino, o cavalo cego caminhava, confiante que o outro o estava levando para o caminho certo. Em nossas vidas acontece algo semelhante. Algumas vezes somos o cavalo cego guiados pelo som do sino daqueles que Deus coloca em nossas vidas. Outras vezes somos chamados a ser o cavalo que guia outros a encontrarem o seu caminho.
Reflexão Dirigida:
1) Sejamos humildes para aceitar a ajuda que Deus nos envia.
2) Estejamos prontos para atender o chamado de Deus para ajudar.
3) Deus nos ama e cuida de nós em todas as situações.

11 de Novembro - Restauração

“Senhor tem piedade de mim, sara a minha alma” Salmo 41:4
Durante um festival noturno em Paris, cinco jovens, aparentemente embriagados, entraram no Museu Orsay e fizeram um corte de uns dez centímetros numa pintura de valor incalculável, de Claude Monet. A Ministra da Cultura, Christine Albanel, disse que a pintura poderia ser restaurada, mas que ela estava profundamente perturbada com o estrago feito por “um ato puramente criminoso”. Uma manchete de um jornal dizia: “Obra Prima de Monet Arruinada”. Arruinar significa ferir ou danificar; corromper, desfigurar ou prejudicar. Poderemos em algum momento de nossa vida, nos deparar com situações em que nos sentiremos arruinados(as). Entretanto, para nós, que confiamos em Deus, sabemos que Ele poderá nos restaurar, de toda dor interior e dano, seja emocional ou material, pois nós somos obras primas de Sua criação.
Reflexão Dirigida:
1) Deus é especialista em restaurar vidas.
2) Existe alguma área da sua vida que precisa de restauração?
3) O amor que Deus derrama sobre nós restaura e traz cura.


10 de Novembro - Amor Em Ação II

 “Mas, sobretudo tendes ardente amor uns para com os outros” 1 Pedro 4:8
O Hospital de crianças de Detroit doou a cirurgia de 100 mil dólares, que teve grande êxito. Uma pequena vida foi salva. É pouco provável que nós venhamos a ter um impacto tão dramático sobre a vida de outras pessoas. Mas, desafiados pela disposição dessa estudante, podemos encontrar formas de ajudar ao próximo. Ela não deixou que as circunstâncias, sua juventude e as inconveniências a impedissem de salvar a vida de Rose. Como ela, todos nós somos chamados a amar  de forma incondicional. Podemos sim, socorrer alguém através de nossas palavras, de nossa oração, oferecendo um ombro amigo para ouvir, deixando claro que não somos indiferentes à sua dor. Quem à sua volta, necessita que você seja os braços amorosos de Deus?
Reflexão Dirigida:
1) Permita que o  amor incondicional se expanda em seu coração.
2) Que aprendamos a amar com Deus que é a fonte de todo amor.
3) Não basta somente falar em amor há que se agir em amor.

9 de Novembro - Amor Em Ação I

  “Nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações” 1 João 3:18
Muitos estudantes universitários fazem viagens missionárias durante ao verão. Mas é raro que alguém volte com planos de resgatar um bebê. Mallery Thurlow, estudante de uma Universidade de Michigan, foi para o Haiti ajudar a distribuir comida. Certo dia, apareceu uma mãe no centro de distribuição com uma criancinha muito doente em seus braços. A mulher não tinha opções. A criança precisava fazer uma cirurgia, mas ninguém queria fazê-la. Sem intervenção cirúrgica, a criança ia morrer. Mallery pegou a bebê Rose em seus braços e em seu coração também. Depois de voltar para os Estados Unidos a universitária procurou alguém que pudesse operar o bebê. A maioria dos médicos dava pouca esperança. Por fim Rose recebeu um visto para poder sair do Haiti e Mallery foi buscá-la... Continuação...