31 agosto, 2013

31 de Agosto - Você tem Experiência? - Parte Final



“Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” Jesus (João 10:10)
(Continuação)...“Já tomei banho de chuva, já roubei beijo, já me queimei brincando com vela. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de esquecer. Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar. Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente para ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar, já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas um “para sempre” pela metade. Já deitei na grama de madrugada e vi a lua virar sol. Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos. Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú chamado coração. E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: “Qual sua experiência”? Será que ser “plantador de sorrisos”, é uma boa experiência? Não! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora, gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova”?
Reflexão dirigida:
1) Alegre-se por tudo o que já viveu e confie no que ainda viverá.
2) Nas coisas simples da vida há  manifestação do amor de Deus.
3) Deus nos ajuda a viver cada momento de forma especial.

30 de Agosto - Você Tem Experiência?



 “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo coração” Colossenses 3:23
Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder à seguinte pergunta: “Você tem experiência”? A redação a seguir foi desenvolvida pelo candidato que foi aprovado. Seu texto está fazendo sucesso, e mesmo que seu nome não tenha sido divulgado, o candidato será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo sua alma: “Já conversei com o espelho, já quis ser astronauta, violinista, mágico, caçador, trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés para fora. Já confundi sentimentos, já corri para não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já apostei corrida na rua descalço, já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já gritei de felicidade. Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já caí de costas da escada, já subi em árvore pra roubar fruta. Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa para sempre e voltei no outro instante. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus....” (continua amanhã)

O PRIMEIRO BEIJO


MAFALDA


OS MELHORES CONTOS DE MEDO, HORROR E MORTE


O PRÍNCIPE FELIZ


ROBIN HOOD


A AVENTURA DO TEATRO


A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE


A HORA DA VERDADE


A TURMA DO PERERÊ


AS PORTAS DO DESTINO


BANDO DE DOIS


CAÇADOR DE MEMÓRIAS


CLÁSSICOS DO SOBRENATURAL


COMO QUEBRAR A MALDIÇÃO DO DRAGÃO


CONVIVENDO COM SEU SEXO


IAIÁ GARCIA


DIÁRIO DE UM GATO ASSASSINO


COMO FALAR DRAGONÊS