02 agosto, 2011

28 de Julho - Sinais

“Cada marido deve amar a sua esposa como a si mesmo, e cada esposa deve respeitar o seu marido” (Efésios 5:33)
A psiquiatra francesa Marie-France Hirigoyen em entrevista, falou sobre o assédio moral no casamento. Com base nas histórias de suas pacientes aconselha: “Antes do primeiro tapa, reaja à violência verbal e psicológica. Corte o mal pela raiz. Se as pancadas em sua autoestima não deixam hematomas dignos de capa de revista, não se iluda achando que são menos graves. Assédio moral deixa sequelas, aleija a alma e também destrói e mata. Entre as quatro paredes de um casamento, é nas palavras, no tom, no olhar, na ironia, na indiferença e na humilhação que se descobrem os primeiros sinais da crueldade psicológica. As cicatrizes, às vezes, são mais profundas do que as de uma agressão física. O objetivo do meu livro é ajudar as mulheres a reconhecer os primeiros sinais. A violência é um modo de relação, um comportamento repetido no dia-a-dia e não apenas o clímax da agressão”, diz Marie-France.
Reflexão Dirigida:
1) Não aceite o inaceitável por razão nenhuma.
2) Não dê poder a ninguém para lhe oprimir ou menosprezar.
3) Coloque-se sempre debaixo da poderosa mão de Deus.