04 novembro, 2015

4 de Novembro - Prosperidade


“Que cada um dê a sua oferta conforme resolveu em seu coração, não com tristeza ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria”  2 Coríntios 9:7

Eu trabalhava em duas Instituições diferentes, meio período em cada uma. Perdi o emprego da que melhor me pagava. Impactada com o fato busquei forças em Deus. Em minhas orações Deus me mandava ofertar e ofertar. Eu não entendia como Deus me mandava ofertar quando minha vida financeira  havia sofrido um duro golpe, e minha renda diminuído em mais de 60%, mas mesmo sem entender, eu decidi obedecer a Deus. "Coincidentemente" comecei a encontrar pessoas que estavam passando necessidades. Eu ofertava o dinheiro que podia a elas.  No mês seguinte, qual não foi minha surpresa ao receber o salário da Instituição que eu ainda permanecia, e ver um valor muito maior do que eu recebia regularmente. O valor a mais, indicava ser uma correção de um erro  que estava ocorrendo há mais de seis meses em meu salário. Recebi o valor corrigido acumulado, Mais uma vez Deus me mostrava o poder de confiar Nele e obedecer, mesmo quando aparentemente  não faça o menor sentido.
Reflexão dirigida:
1) Deus a maior fonte de amor e prosperidade.
2) Semear com amor nos proporciona uma colheita abençoada.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por postar um comentário! Esse blog ficará mais rico em informações após sua contribuição.