21 maio, 2015

21 de Maio - Raiva


“Abandonem toda amargura, todo ódio e toda raiva. Nada de gritarias, insultos e maldades” Efésios 4:31

 “Um empresário sofreu um mal entendido com seu concorrente. Este lhe escreveu uma carta muito desaforada e humilhante. Ele, imediatamente respondeu nos mesmos termos, ofendendo profundamente seu antagonista, mas, antes de despachar a carta, fez uma oração e Deus respondeu, falando ao  seu coração: “ Aguarde uns dias antes de colocar a carta no correio”.  Assim fez o empresário. Meditou durante dois dias e toda a raiva que estava sentindo  deu lugar à ponderação. Finalmente seus pensamentos o impeliram a rasgar a carta e escrever outra. Nela procurou esclarecer o mal-entendido. Isso foi o suficiente para que o outro também se desculpasse, e nascesse, do episódio, uma boa e sólida amizade”. Agir ou falar por impulso ou no momento em que estamos inflamados, na maioria das vezes causará em nós, arrependimento, culpa e muitas vezes, mal estar.
Reflexão dirigida:
1) Esperar passar a raiva para agir ou falar é o caminho da assertividade.
2) Não precisamos reagir a tudo o que acontece, ou a tudo que nos falam.
3) Leia também: http://angelscrist.blogspot.com.br/2011/08/temperamento-explosivo.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por postar um comentário! Esse blog ficará mais rico em informações após sua contribuição.