07 novembro, 2011

26 de Outubro - Caixinha Dourada II

 “O amor de Deus está derramado em nossos corações” Romanos 5:5
(Continuação 25/11) O pai quase morreu de vergonha, abraçou a menina e suplicou que ela o perdoasse. Dizem que o homem guardou a caixa dourada ao lado de sua cama por anos e sempre que se sentia triste, chateado, deprimido, ele tomava da caixa um beijo imaginário e recordava o amor que sua filha havia posto ali. De uma forma simples, mas sensível, cada um de nós, temos recebido uma caixinha dourada, cheia de amor incondicional e beijos de Deus, de nossos pais, filhos, irmãos e amigos. Que a cada vez que nos sentirmos desanimados ou tristes possamos nos lembrar que Deus nos ama e familiares e amigos também. Com isso nossas forças se renovarão e a esperança voltará aos nossos corações.
Reflexão Dirigida:
1) O que você costuma fazer quando se sente desanimado(a)?
2) Os chamados “pequenos” gestos de amor na realidade são “grandes”.
3) As pessoas manifestam o seu amor de forma diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por postar um comentário! Esse blog ficará mais rico em informações após sua contribuição.