12 novembro, 2010

11 de Novembro - Um Novo Caminho



“Na casa do meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vos teria dito” João 14:2
“A morte não é nada. Apenas passei para o outro lado do caminho. O que fomos um para o outro ainda o somos. Dá-me o nome que sempre me deste. Fala-me como sempre me falaste. Não mude o tom para triste ou solene. Continue rindo com aquilo que nos fazia rir juntos. Ora, sorri, pensa em mim. Que meu nome se pronuncie em casa como sempre se pronunciou, sem tom solene ou tristeza, sem rosto de sombra. A vida continua significando o que significou, continua sendo como era. O cordão da união não se quebrou. Porque eu estaria fora de teus pensamentos, apenas porque estou fora da tua vista? Já verás, tudo está bem... Redescobrirá meu coração e nele redescobrirá a ternura mais pura. Enxuga tuas lágrimas, e, se me amas, não chores mais” (Oração de Santo Agostinho).
Reflexão dirigida:
1) A morte não separa os corações unidos por verdadeiro amor.
2) Somente Deus nos sustenta diante da perda de um ente querido.
3) A morte não significa o fim e sim o começo num novo caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por postar um comentário! Esse blog ficará mais rico em informações após sua contribuição.