21 abril, 2009

REDE DE LUZ 2009 - 15 de abril



“Tirai-lhe pois o talento, e daí-o ao que tem os dez talentos.” Mateus 25:28

“A vida profisional continuava com muito sucesso material. Nesse tempo eu já era um bem-sucedido empresário da área de medicina privada, além de atuar na área comercial da Fundação Zerbini-Instituto do Coração, onde reestruturei o setor de convênios médicos. A preocupação com o lado comercial das empresas de que era sócio, me distanciava cada vez mais da minha verdadeira profissão: médico. Fui me afastando, afastando, até o momento em que parei de tratar de doentes, ficando apenas com a atividade comercial. Aparentemente tudo estava indo muito bem. Carros importados, viagens de primeira classe para onde quisesse, ou seja, tudo o que o dinheiro podia comprar. Mas, eu não era feliz e não conseguia saber por quê. Sentia uma dor interior muito grande, um vazio, um frio que me corroía as entranhas. Meu coração estava vazio, porque era Deus que me faltava e eu não sabia. Até que um dia, para não diminuir a empolgação da minha esposa, concordei em ir no domingo à Igreja com ela. Ao ouvir a leitura da “Parábola dos Talentos” no Evangelho de Mateus, levei um grande susto. Era como se estivesse acordando de um pesadelo. Pensei comigo: “O que estou fazendo da minha vida? Recebi um talento de Deus e o estou enterrando. Sempre fui bom médico, antes de me desviar da profissão. Já salvei muitas vidas. Meu Deus, eu enterrei o meu talento...” Após ouvir aquele evangelho, minha vida mudou, Deus começou a me levar de volta à minha verdadeira missão: ser médico”. (Dr. Roque Marcos Savioli - "Milagres que medicina não contou.")


Reflexão dirigida:

1) Você tem cumprido a sua missão na terra?

2) Se necessário, volte e comece tudo de novo.
3) Use os talentos que Deus lhe deu, não se desvie do seu verdadeiro caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por postar um comentário! Esse blog ficará mais rico em informações após sua contribuição.